Monday, June 21, 2021

Os Olhos da Vera Kace

 

OS OLHOS DA VERA KACE

O que viu ela nos olhos

que tinham aquele olhar ?

Viu a luz e viu a sombra

num mandala circular

feito de pregas da alma

de segredos e mistérios

de alguns amores descartados

e outros ainda escondidos

acabados de chegar

 

Não é fácil descrever

tantos olhos

com tanto véu transparente

 que não cobre mas revela

o que se esconde no olhar

desgostos

e ilusões

ou muito riso feliz

feito de pacientar

com as pedras no caminho

que é preciso não pisar

em cada pedra um destino,

mais mundos, e mais olhar...

 Olhos de olhar atento

mais escuro ou mais azul

tintas de grande cuidado

para não se esborratar

a escolha feita de vida

a transparência solar...

 Yvette Centeno

sobre a exposição OLHOS-SOL de Vera Kace na Art Gallery

Junho-Julho de 2021

 

 

Sunday, June 13, 2021

 Não há amores infinitos

todo o amor tem um fim

por muito que tenha sido

um grande amor desejado

o amor no fim é passado

 a memória não lhe serve

já não devolve lembranças

a memória já só esquece

buscando novos destinos

amores de outros sentidos

renovadas esperanças


Sunday, June 06, 2021

 

Uma Cadeira

( para  Caroline Tyssen )

 Eu já não peço muito:

uma cadeira ao sol

perto da Galileu

uma bica na mesa

dois dedos de conversa

com a Caroline amiga

olhar à minha volta

ver quem está a ler livros

e quem saiu com pressa

 (6 de Junho)