Saturday, June 24, 2006

O Estilo


A propósito de Estilo, OS PASSOS EM VOLTA, de 1964.
Sairá no Outono uma edição alemã, em tradução de Markus Sahr, que se tornou grande amigo de Portugal e dos seus autores.A casa editora é a ERATA, que hoje em dia se transformou também em galeria e livraria, tendo começado como pequena editora. Cresceu, e a literatura e a arte estão a crescer com ela.Este é um estilo bem alemão: bilden, construir, em vez de destruir.

Mas eu ia falar do Herberto Helder.
O primeiro dos passos em volta é o do ESTILO, a abrir o livro:
" Há, felizmente, o estilo.Não calcula o que seja? Vejamos: o estilo é aquela maneira subtil de transferir a confusão e violência da vida para o plano mental de uma unidade de significação.Faço-me entender ? Não ? Bem, não aguentamos esta desordem estuporada da vida. Então, pegamos nela, reduzimo-la a dois ou três tópicos que se equacionam. Depois, por meio de uma operação intelectual, dizemos que esses tópicos se encontram no tópico comum, suponhamos, do Amor ou da Morte...Percebe? De uma dessas abstracções tremendas que servem muito bem para tudo.
...
O mundo é assim, que quer? É necessário encontrar um estilo. Imprescindível."...

Até à pergunta, também ela fundamental e colocada com o mesmo humor subtil:
" Gosta de poesia? Sabe o que é poesia? Tem medo da poesia? Tem a terrível alegria da poesia? Pois veja. É também um estilo. O poeta não morre da morte da poesia. É o estilo.
...
Sabe ao menos do que lhe estive a falar? Da vida? Da maneira de se desembaraçar dela ?
...
Mas, escute cá, a loucura, a maravilhosa e tenebrosa loucura...Enfim, não seria isso um pouco mais nobre, digamos mais conforme com o grande segredo da nossa humanidade?
Talvez o senhor seja mais inteligente do que eu."

E quanto ao estilo de cada um, estamos conversados: os dispersos, os intensos, os espertos porque "cultos" ao modo mais adequado, e os eternos cavaleiros da palavra perdida, cujo estilo é feito da interrogação e nunca do sucesso do que é dado em vida.

3 comments:

hfm said...

Quando o descobrir... tantos anos!

Fokas said...

Cara Prof.,
Não quero entrar em discussões de retórica...talvez porque esteja entre aqueles que vivem mais de interrogações do que certezas, e ainda por cima sou agnóstico.
Quanto ao sucesso...só tenho aquela resposta Zen. Tem razão.
Aquele abraço

maria said...

E "o poeta está sentado na Holanda"...
Um Beijo Yvette
maria