Friday, November 23, 2007

Desenhos de Durer




Caro Henrique,
Veja como no auto-retrato do jovem Durer ( desenho, c.1491 ) já se exprime a preocupação e a concentração de espírito que veremos na Melancolia e noutras gravuras e pinturas posteriores.
Há uma sombra passando neste rosto, bem semelhante ao do Anjo, e o apoio da mão é muito característico.
Acima ficou outro desenho, o de um velho de 93 anos, como ele descreve, "ainda saudável e levando uma boa vida" em Antuérpia.
Supõe-se que serviu de inspiração à pintura de S. Jerónimo que se encontra no Museu de Arte Antiga em Lisboa.

3 comments:

Henrique Chaudon said...

Prezada Profª Yvette:
Escrevi um pequeno texto sobre a Melancolia, estimulado por sua atenção a meu pedido. Segui, como o sugerido, as 'linhas de força' mais aparentes. É um texto 'impressionista', ou seja, não pretende desvelar algum significado subjacente.
Grande abraço.

Yvette Centeno said...

Seria interessante comparar estes Durer com o Jeremiah de Rembrandt : a inclinação da cabeça, a posição da mão, a orientação do olhar...
Rembrandt certamente viu os Durer.

Henrique Chaudon said...

De fato, há várias semelhanças. Todavia, o Profeta está em profundo luto pela destruição de Jerusalém; em Dürer, o que vemos é uma expectativa - certamente não isenta de angústia - e uma promessa. Aliás, a mão que sustém a cabeça parece ser um universal(creio que também os chimpanzés fazem esse gesto), e pode denotar diferentes estados de espírito.
O 'Pensador ' de Rodin medita; nossa enigmática figura em 'Melancolia'perscruta e sonha; Jeremias chora e lamenta...
É sempre um enorme prazer trocar idéias com a Professora. Obrigado.