Friday, March 21, 2008

Nos 60 anos do Hot Club de Portugal


Outras Vias, Outras Vidas


Na cave...

de olhos fechados
pisar
outros caminhos

florestas
lagos
planícies

desertos
precipícios

a música retém
o pensamento
dilata o coração

alarga
afunda
o peito

acelera
trava
suspende

a frágil
emoção

que não sabemos
quando
como
muito menos
ainda
de onde
vem

pairam no ar
nas espirais
do fumo
que não há
as vozes soltas
loucas
de
intensos
instrumentos

um sax branco
lidera
mas não por muito
tempo

o piano intervém
tem coisas a dizer
o baixo
a bateria
algo vão contrapôr
e a guitarra
lírica
também se faz ouvir

já ondulam os corpos
balouçam
as cabeças

alguém pede cerveja
para que não se veja
a lágrima que espreita
o choro
que se contém

o silêncio
é total

uma criança aguarda
no alto
das escadas

sonha
viaja
flutua
naquela bolha
de sons

fez-se a iniciação

mais uma noite longa
outras mais hão-de vir

alguém disse
olhe que não
o blues não é azul
e não tem de ser
melancolia

é saudade perdida
lembrada

de outras vidas

....

1 comment: