Monday, June 25, 2007

Sophia de Mello Breyner


HÁ MUITO

Há muito que deixei aquela praia
De grandes areais e grandes vagas
Mas sou eu ainda quem na brisa respira
E é por mim que espera cintilando a maré vasa


MORTE

Que triângulo ou círculo poderá cercar-te
Para que te detenhas demorada e minha
Para que não desças toda pela escada


( Sophia de Mello Breyner,Onze Poemas, movimento/poesia1971)

4 comments:

isabel mendes ferreira said...

...a E(terna) Sofia...


________________


acabei de a levar para as sete maravilhas.A Yvette.


ao Piano.

_______________.


beijo.

isabel mendes ferreira said...

li no Piano que alguém se insurgiu por a ter nomeado.


foi como espero que acredite com a mais sincera admiração pelo "seu trabalho".

se se ler o regulamento não acho que seja ofensivo nomear este blog...
:((((.
se me der indicação para tal apago.

cordialmente.

Yvette Centeno said...

Os blogs são espaços de liberdade, uns assinam com o nome verdadeiro, é o meu caso, outros com pseudónimos, e tudo isso é legítimo.
Quem não entende estes espaços não deve viajar por eles, cara Isabel, não faça caso de quem tenha a censura fácil, temos de combater essa tendencia oculta, pidesca, detestável.
Votos de um piano sempre bem afinado...

Psy said...

Adoro ela.