Tuesday, July 11, 2006

O Nome

Diz.

Diz o nome.

Escolhe
as sílabas.

Indica
as letras
com a tua marca
de fogo.

As cinzas
em breve apagarão
essa rara
existência.

3 comments:

hfm said...

Tudo se resume nos 4 últimos versos. Belíssimo!

Ana Rita said...

Vim ao seu blog por influência de uma amiga. Li a sua obra dramatica " As tres cidras do amor", PArabens*

Já leu "nome de guerra" de almada negreiros?
Parabens pelo poema =)*

Yvette Centeno said...

Claro, Andreia, li o Almada todo, prosa teatro, manifestos!
É com o Pessoa o grande autor do nosso modernismo.
Obrigada pelo amável post.